Sede IEBW

Av. Anita Garibaldi, 850 - Cabral
Torre C / Sala 103
Condomínio Edifício Infinity Prime
 

Ao Lado da Justiça Federal


CNPJ 09.003.309/0001-00

Email. comercial@iebw.com.br

Telefone. 41 3095-4024

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 IEBW - Todos os direitos reservados

  • IEBW Instituto Bit World

Jerome Powell Federal Reserve corta taxa de juros para 1,5%


Jerome Powell Federal Reserve corta taxa de juros para 1,5%

Conforme previsto pelos analistas internacionais, o Comitê de Mercado Aberto – Fomc, do Federal Reserve, reduziu sua taxa básica de juros pela terceira reunião consecutiva e sinalizou que pode fazer uma pausa para ver se essas medidas de flexibilização serão suficientes para sustentar a expansão econômica. A taxa-alvo dos fundos federais teve o corte de 1/4 de ponto percentual, para 1,5% e -1,75%.


De acordo com o comunicado do Fomc, as informações recebidas desde a última reuniu em setembro indicam que o mercado de trabalho continua forte e que a atividade econômica está subindo moderadamente. ” Os ganhos de emprego foram sólidos, em média, nos últimos meses, e a taxa de desemprego permaneceu baixa. Embora os gastos das famílias tenham aumentado em um ritmo forte, o investimento fixo nas empresas e as exportações permanecem fracos”, considerou.


Em uma base de 12 meses, a inflação geral e a inflação para itens,  fora alimentos e energia, estão abaixo de 2%. As medidas de compensação da inflação baseadas no mercado permanecem baixas; as medidas baseadas em pesquisas de expectativas de inflação de longo prazo pouco mudaram.

Se o treinamento não mudar a sua forma de lidar com o mercado, eu devolvo seu dinheiro.

Acesse nossa plataforma durante 07 dias para testar o curso PREMIUM: Um Novo Estilo de Vida e, se nesse período você achar que ele não funciona ou seja por qualquer outro motivo, basta enviar um e-mail que devolvemos 100% do seu dinheiro.


Agora não tem mais desculpas, certo? Acesse



” À luz das implicações dos desenvolvimentos globais para as perspectivas econômicas e das pressões inflacionárias reduzidas, o Comitê decidiu reduzir a meta de alocação da taxa de fundos federais para 1,5% a 1,75%. Essa ação apóia a visão do Comitê de que a expansão sustentada da atividade econômica, as fortes condições do mercado de trabalho e a inflação perto do objetivo simétrico de 2% do Comitê são os resultados mais prováveis, mas as incertezas sobre essa perspectiva permanecem”, avaliou.


Como sempre, o Comitê reafirmou que vai seguir monitorando as “implicações das informações recebidas para as perspectivas econômicas, ao avaliar o caminho apropriado do alcance da meta para a taxa de fundos federais”.


A meta de inflação perseguida é a mesma, 2%, bem como o emprego. “Essa avaliação levará em consideração uma ampla gama de informações, incluindo medidas das condições do mercado de trabalho, indicadores de pressões inflacionárias e expectativas de inflação e leituras sobre desenvolvimentos financeiros e internacionais”, revelou o comunicado.


Votaram na ação de política monetária Jerome H. Powell, presidente; John C. Williams, vice-presidente; Michelle W. Bowman; Lael Brainard; James Bullard; Richard H. Clarida; Charles L. Evans; e Randal K. Quarles.


Permaneceram contrários à decisão: Esther L. George e Eric S. Rosengren, que preferiram manter o intervalo de metas de 1 a 3%  a 2%.


Fonte: https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/noticias-destaque/federal-reserve-corta-taxa-de-juros-para-15/289805/?utm_medium=push&utm_source=ultimoinstante&utm_campaign=push-posts&utm_content=noticias

10 visualizações