• IEBW Instituto Bit World

Calendário Econômico - 5 principais notícias sobre o mercado financeiro nesta semana

Investing.com - Teremos uma semana movimentada pela frente, com as primeiras reuniões do banco central do ano na zona euro, Japão e Canadá, que podem ajudar a definir o tom para 2020. O presidente dos EUA, Donald Trump, discursará no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, onde o Fundo Monetário Internacional apresentará novas previsões para a economia global na segunda-feira.


Em uma semana com um calendário econômico tranquilo, os dados de empregos e PMI do Reino Unido provavelmente receberão mais atenção em meio às crescentes expectativas de um corte nas taxas do Banco da Inglaterra.


Os investidores também irão sintonizar os ganhos da Netflix na terça-feira.


Aqui está o que você precisa saber para começar sua semana.

1. Reuniões de banco central

Os bancos centrais da zona do euro, Japão e Canadá não devem fazer alterações em suas primeiras reuniões de política do ano nesta semana. No entanto, o Banco Central Europeu faz a primeira revisão de seu corpo político desde 2003, em meio a questões sobre a adequação de sua meta de inflação que não é atingida há sete anos.


O gerente de ativos do banco Pictet calcula a preços atuais, que as bolsas de valores globais já precificaram em mais de US$ 2 trilhões os estímulos dos bancos centrais neste ano. Mas espera que os bancos centrais ofereçam menos que isso, decepcionando os investidores. O que os formuladores de políticas indicam esta semana pode muito bem definir o tom para os mercados acionários, que bateram novos recordes.


Nos EUA, o Federal Reserve está em período de silêncio antes de sua primeira reunião de definição de política monetária de 2020.


2. Trump em Davos

Agora que Trump chegou a um acordo provisório com a China sobre comércio, é provável que seja apenas uma questão de tempo até que ele volte sua ira para a Europa. Na terça-feira, ele terá a oportunidade de expor suas opiniões sobre a economia e o comércio dos EUA, falando no Fórum Econômico Mundial de Davos.


O presidente dos EUA já criticou ter que "pagar pelo nosso dinheiro" em um ataque às taxas de juros negativas da zona do euro. Ele também culpa o dólar "alto demais" pelo enorme déficit em conta corrente dos EUA.


A perspectiva de uma guerra cambial pode não ser exagerada, especialmente em um ano eleitoral. O Tesouro dos EUA já lista a Suíça, a Alemanha, a Itália e a Irlanda como suspeitas de "manipuladores de moeda" - todos têm superávits comerciais com os Estados Unidos.

3. Resultados da Netflix

A Netflix Inc (NASDAQ:NFLX)divulgará seus resultados do quarto trimestre após o fechamento do pregão de terça-feira, o primeiro dos FAANGS – grupo de empresas formado por Facebook, Amazon (NASDAQ:AMZN), Apple (NASDAQ:AAPL), Netflix e Google (NASDAQ:GOOGL) – a fazê-lo. Os investidores estarão focados para ver como a gigante do streaming está lidando com uma onda de competição liderada por Walt Disney (NYSE:DIS), um dos pesos pesados ​​do entretenimento.


Os analistas do Investing.com esperam que a empresa de mídia de streaming tenha ganhado US$ 0,52 por ação no quarto trimestre, um aumento sobre os US$ 0,30 por ação que ganhou no mesmo trimestre do ano passado, de acordo com o FactSet.


Desde o seu lançamento, em abril passado, a Disney+ parece o desafio mais perigoso até agora para o domínio da Netflix (NASDAQ:NFLX) em um mercado de streaming de vídeo cada vez mais concorrido. As ações da Netflix caíram cerca de 8% desde então, afetadas pelas preocupações com a desaceleração do crescimento de assinantes e pelos custos de produções de alto orçamento, como The Crown e The Irishman. O Disney+, por outro lado, aumentou 24%.


Você já imaginou dominar o mercado FINANCEIRO?👏👏👏💸


APENDA O MÉTODO M25 MULTI-EDUCACIONAL. Acesse e descubra




4. Dados econômicos

Em uma semana tranquila no calendário econômico, sexta-feira traz PMIs para a zona do euro, o Reino Unido e os EUA. Enquanto os números da zona do euro serão analisados ​​em busca de mais sinais de recuperação econômica, os PMIs do Reino Unido aparecerão no final do relatório de emprego de terça-feira chamará mais atenção, sendo o principal lançamento de dados antes da reunião do Banco da Inglaterra em 30 de janeiro.


Números ruins, na sequência de uma série recente de dados fracos, podem selar o caso para flexibilizar a política monetária já neste mês. Obviamente, esses movimentos podem ser revertidos se os PMIs surpreenderem. Mas uma leitura modestamente positiva ainda pode não impedir o banco de cortar as taxas imediatamente.


5. FMI atualiza previsões econômicas globais

O FMI divulgará sua previsão econômica global atualizada na segunda-feira em Davos. Na sexta-feira, a diretora administrativa do FMI, Kristalina Georgieva, disse que o acordo comercial interino entre Washington e Pequim reduzirá - mas não eliminará - a incerteza que atuou como um empecilho para o crescimento global.


A organização havia estimado anteriormente que as tensões comerciais globais reduziriam 0,8% do crescimento econômico internacional.


Georgieva também declarou que o FMI geralmente favorece acordos multilaterais e alerta que acordos bilaterais podem ter implicações negativas no crescimento global a longo prazo.


--A Reuters contribuiu para esta notícia Fonte: https://br.investing.com/news/economy/calendario-economico--5-principais-noticias-sobre-o-mercado-financeiro-nesta-semana-714385

36 visualizações

Sede IEBW

Av. Anita Garibaldi, 850 - Cabral
Torre C / Sala 103
Condomínio Edifício Infinity Prime
 

Ao Lado da Justiça Federal


CNPJ 09.003.309/0001-00

Email. comercial@iebw.com.br

Telefone. 41 9 9843-4511

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 IEBW - Todos os direitos reservados